Blog

Cadeia de Redirects: Entenda o que o Google diz sobre esse problema

Cadeia de Redirects: Entenda o que o Google diz sobre esse problema

Você fez mudanças em seu site e para não perder o posicionamento de algumas páginas, redirecionou várias URLs, certo? Essa correção é chamada de redirect 301, algo que exerce forte influência no SEO e é analisado pelo Google de forma peculiar. Neste artigo da DGAZ Marketing, especialista em SEO, vamos explicar o que são as cadeias de redirecionamento e como fazer isso sem prejudicar o desempenho do seu site nos motores de busca.

Continue a leitura!

Cadeias de redirecionamento: o que são?

Em suma, uma cadeia de redirecionamento é criada quando existe mais de um redirecionamento entre o URL inicial e o URL de destino. 

Fazendo o redirecionamento da forma correta, um URL redirecionado deve ter um único redirecionamento 301. 

No entanto, na cadeia de redirects, existem vários redirects 301. E isso acontece por dois motivos principais: 

Os redirects são criados ao longo do tempo

Por exemplo: a URL A é redirecionado para a URL B. Depois de um tempo, a URL B é redirecionado para a URL C e assim por diante;

Combinações comuns que podem gerar cadeias de redirects

  • http:// para https://
  •  Com “www.” para sem “www.”
  • “exemplo.com/home” para “exemplo.com/”

Uma cadeia de redirects comuns que pode acontecer é a seguinte:

  1. Inicio – http://www.exemplo.com
  2. Redirect 301 -http://exemplo.com 
  3. Redirect 301 – https://www.exemplo.com
  4. Página válida 200 – https://exemplo.com

Isso pode ocorrer em migrações, reconstruções de sites ou ao aplicar ajustes de forma indiscriminada.

Por que as cadeias de redirects são um péssimo negócio para seu site?

Os especialistas em SEO afirmam que os redirecionamentos 301 passam apenas cerca de 85% do valor do link. 

Em suma, se você possui um backlink apontando para a URL 1 e a redireciona para a URL 2, a URL 2 recebe apenas cerca de 85% do valor do backlink. 

Portanto, quanto mais redirects, menor será o valor do backlink

Além disso, os redirecionamentos dificultam o rastreamento do Google pelo site, o que pode afetar a indexação das páginas

Do mesmo modo, esse problema também pode afetar a velocidade do site, impactando negativamente a experiência do usuário.

Como corrigir cadeias de redirecionamento?

A boa notícia é que a correção das cadeias de redirecionamento é fácil. Basta eliminar o redirecionamento entre a página A e a página B. 

Em seguida, faça o redirecionamento 301 da página A para a página C, sem páginas intermediárias. 

Ou seja, o redirecionamento sempre deve ter como destino a página final, nunca passando por páginas intermediárias.

Vale lembrar que John Mueller, especialista em pesquisa do Google, recomenda aos donos de sites realizem menos de 5 redirecionamentos 301. 

Afinal, quanto mais redirects, maiores as chances de o Google Bot “desistir” de rastrear as páginas. 

Se você passou por grandes mudanças em seu site, assim como ajustes e perdeu posicionamento, realizar uma Auditoria de SEO é indispensável para recuperar o desempenho orgânico. Assim você terá de forma mais ampla o conhecimento dos erros que estão impactando o desempenho de seu site, que podem ir muito além das cadeias de redirects.

Então, entre em contato com a DGAZ Marketing, afinal, somos especialistas em auditoria de SEO e ajustes técnicos para recuperar posicionamento!

Faça a auditoria de SEO com a DGAZ e saiba como podemos melhorar seu projeto online!

Nota dos leitores
[Total: 0 Media: 0]

Agência Especializada em Marketing Digital

A DGAZ é uma Agência focada em Marketing Digital. Somos uma Especialistas em SEO e Google Ads Partner Premierou seja toda nossa equipe é certificada pelo Google. Nossa meta é gerar resultados para sua empresa.  Clique no link abaixo e acesse:

Gostou do artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Shopping Basket